11 citações de Chesterton sobre Arte e Literatura

11 citações de Chesterton sobre Arte e Literatura

Chesterton deveria dispensar apresentação se estivéssemos em uma cultura saudável e que valorizasse a boa Arte e Literatura. No entanto, não é este nosso mundo. Além de brilhante jornalista e ensaísta, entre suas qualidades estavam a de artista e de escritor de clássicos. Padre Brown é um Clássico, certo? Seu amor pela arte vem de berço. Seu pai sempre fazia desenhos e fantoches.

Foi daí que Chesterton tornou-se um desenhista e admirador das artes. Também veio de berço seu amor pela Literatura. Aos 17 anos, fundou com seus amigos Bentley e Lucien Oldershaw, um grupo para estudar e debater literatura. O Junior Debating Club, como ficou conhecido, era uma de suas alegrias na juventude. Com desejo de estudar arte, em 1893, iniciou um curso no Slade School of Art, mas rapidamente desistiu. “Estudante de uma escola de arte ou faz um monte de trabalho ou não faz então coisa alguma.

Eu pertencia, com os outros simpáticos companheiros, ao segundo grupo; e isto me arrastava algumas vezes para a companhia de pessoas que eram muito diferentes de mim, mas que eram ociosas por motivos outros.” Bom, não parece ser diferente de hoje em dia. Em todo caso, seguem 11 pensamentos dele sobre Arte e Literatura.

“A arte é a assinatura do homem.”

G. K. C., O Homem Eterno.

“Arte, como a moralidade, consiste em traçar uma linha em algum lugar.”

G. K. C., ILN, 5/5/28

“A decadência da sociedade é louvada pelos artistas assim como a decadência de um defunto é louvada pelos vermes.”

G. K. C., Shaw, 190

“O temperamento artístico é uma doença que aflige os amadores.”

G. K. C., Chapter 16, Heretics, 1905

“Os selvagens e os artistas são igual e estranhamente levados a criarem algo mais feio que eles mesmos. Mas, os artistas acham a tarefa mais difícil.”

G. K. C., ILN, 11/25/05

“A decoração do mundo não é trabalho da natureza, mas um trabalho de arte, assim, ele envolve um artista.”

G. K. C., ILN, 9-18-09

“Por uma curiosa confusão, muitos críticos modernos passaram da proposição de que uma obra-prima pode ser impopular para a outra proposição de que, a menos que seja impopular, ela não é uma obra-prima.”

G. K. C., On Detective Novels, Generally Speaking

“E em todo o mundo, a velha literatura, a literatura popular, permanece a mesma. Ela consiste de muita tristeza digna e de muito divertimento indigno. Suas tristes lendas são de corações partidos; suas lendas alegres são de cabeças partidas.”

G. K. C., Charles Dickens

“As palavras de uma boa prosa significam o que elas dizem. As palavras de uma boa poesia significam o que elas não dizem.”

G. K. C., Daily News, 4-22-05

“A grande literatura é como a vida. Não porque se atenha às folhas na árvore, ao traçado do tapete e às palavras que os homens realmente empregam; ela é como a vida porque carrega em si a energia exuberante da vida, sua força de produção, seu senso de esperança e memória, sua consciência de uma vitalidade quase imortal. A grande literatura, em resumo, é como a vida porque também é viver.”

G. K. Chesterton, 'As Large as Life In Dickens'.

“A boa literatura pode nos revelar a inteligência de um homem; mas a má literatura nos mostra a inteligência de muitos homens.”

G. K. C., Hereges.

Deixe uma resposta